O que Fazer ao Comprar um PC Novo?

 

Comprou um computador novo? saiba quais os cuidados deve tomar para evitar futuros problemas.

Cuidados com a voltagem

A primeira coisa a fazer, é checar a fonte de energia. Ligar computadores na voltagem errada é um erro mais comum do que você pode imaginar. Notebooks geralmente possuem fontes bivolt, e possuem a indicação “110~220 volts”, o que significa que são bivolt. Este é um padrão mundial, mas não custa nada conferir antes de ligar na tomada..

Nos computadores de mesa, as fontes são embutidas no gabinete, e há dois tipos de fontes bivolt: as que possuem “chave de seleção de voltagem” precisam ser ajustadas manualmente para a voltagem correta, e as fontes bivolt automáticas, que não têm chave de seleção (alternam a voltagem automaticamente).

Chave de seleção de voltagem está presente em computadores desktop mais antigos (Foto: Reprodução/HP e C3Tech) (Foto: Chave de seleção de voltagem está presente em computadores desktop mais antigos (Foto: Reprodução/HP e C3Tech))

É imprescindível o uso de estabilizadores de energia. Não arrisque seu equipamento ligando direto na tomada ou improvisando conexões com “Ts” e extensões.

Os estabilizadores são equipamentos criados para controlar a tensão provida pela rede (Foto: Reprodução/TS Shara) (Foto: Os estabilizadores são equipamentos criados para controlar a tensão provida pela rede (Foto: Reprodução/TS Shara))

 

Confira as especificações

Verifique se as configurações da máquina estão de acordo com o que foi prometido, e se estão corretamente descritas na nota fiscal.

Existem muitas versões de um mesmo processador Intel i5, por exemplo, e a diferença de preço é grande. Além do processador, fique atento ao tamanho do HD, à quantidade de memória RAM, placa-mãe e placa de vídeo, que são os componentes mais caros. Acesse estas informações do sistema no Painel de Controle, ou com a ajuda de programas como o CPU-Z, que fornece informações detalhadas de cada componente.

Com o programa CPU-Z é possível detectar os componentes instalados no computador (Foto: Reprodução/TechTudo) (Foto: Com o programa CPU-Z é possível detectar os componentes instalados no computador (Foto: Reprodução/TechTudo))

Fique atento às condições da garantia do seu equipamento. Algumas marcas não cobrem danos caso o equipamento seja aberto fora da assistência técnica autorizada.

Formatar ou não formatar?

Se você comprou de lojas desconhecidas, ou um equipamento de segunda mão, formate o HD para garantir sua segurança. Programas espiões, vírus e outras ameaças podem acompanhar este computador, inclusive intencionalmente, para roubar dados do novo dono.

Numa formatação “de fábrica” são instalados aplicativos essenciais para o funcionamento de todos os recursos. Porém, alguns dos programas instalados não servem para nada, e alguns deles são “demo”, ou seja, expiram e enchem sua tela de avisos para renovação e propagandas.

Na formatação de fábrica, alguns dos aplicativos instalados não tem utilidade para o usuário (Foto: Reprodução/Adriano Hamaguchi) (Foto: Na formatação de fábrica, alguns dos aplicativos instalados não tem utilidade para o usuário (Foto: Reprodução/Adriano Hamaguchi))

Para formatar é necessário um DVD ou pendrive com os arquivos de instalação do sistema operacional. 

O programa de instalação do Windows 8 oferece as ferramentas para formatar o HD (Foto: Reprodução/Paulo Alves) (Foto: O programa de instalação do Windows 8 oferece as ferramentas para formatar o HD (Foto: Reprodução/Paulo Alves))

Criar uma partição no HD

Imagine que seu HD seja uma estante e você precisa armazenar uma enciclopédia de 15 volumes. Se não há espaço para guardar todos os volumes juntos, será necessário colocá-los separados onde couber. Quando você consultar esta enciclopédia, será necessário procurar por todos os volumes em locais diversos. Trabalhoso, não?

É isto o que acontece no seu HD. Quando você armazena um arquivo, o computador o divide em “pedaços” (se necessário) e espalha essas partes no disco, onde couber. Quando você precisar deste arquivo, há um esforço extra para buscar todos as partes.

Ao criar uma partição extra, você divide seu disco, como se um novo HD fosse instalado na máquina. É mais fácil para o computador organizar “suas duas estantes”, se usar uma para arquivos fixos (sistema operacional, programas e backup) e a outra para arquivos com maior movimentação (jogos, documentos, imagens, vídeos e músicas).

Além de te ajudar manter a organização e o desempenho da máquina, a vida útil do seu HD aumenta, já que há menos esforço para procurar partes de arquivos. 

O Gerenciamento de Discos é utilizado para criação e exclusão de partições no HD (Foto: Reprodução/Fabrício Janssen) (Foto: O Gerenciamento de Discos é utilizado para criação e exclusão de partições no HD (Foto: Reprodução/Fabrício Janssen))

O primeiro programa a instalar

Um bom antivírus vem primeiro lugar. Antes mesmo de checar seu email em seu novo equipamento, instale um antivírus, pois a defesa nativa do sistema operacional não garante que você fique livre de ameaças.

Dentre as opções gratuitas, indicamos o Avast e o AVG. Para não receber alertas de atualização para a versão paga, faça o cadastro nos sites indicados pelo antivírus, e durante a instalação, fique atento para não instalar os programas “opcionais”.

Os antivírus gratuitos Avast e AVG são as melhores opções gratuitas (Foto: Reprodução) (Foto: Os antivírus gratuitos Avast e AVG são as melhores opções gratuitas (Foto: Reprodução))

Mas lembre-se, ter um antivírus instalado não é sinônimo de 100% de segurança. Você ainda deve ter cuidado ao abrir sites, emails, arquivos estranhos e pen drives.

Defina uma senha para abrir o computador

Mesmo que seu computador seja para seu uso privado, é aconselhável colocar uma senha para garantir sua segurança. 

Tela para configuração de senha no Windows 8 (Foto: Reprodução/Helito Bijora) (Foto: Tela para configuração de senha no Windows 8 (Foto: Reprodução/Helito Bijora))

Preciso instalar outro navegador?

Apesar dos avanços dos navegadores padrões (Internet Explorer e Safari), o Google Chrome lidera o ranking dos browsers melhores avaliados, seguido do Firefox.

Google Chrome e Firefox são os navegadores mais populares do momento (Foto: Reprodução/Rui Gomes) (Foto: Google Chrome e Firefox são os navegadores mais populares do momento (Foto: Reprodução/Rui Gomes))

Pacote básico de aplicativos

Há duas opções populares de pacotes “tipo office”: o tradicional Microsoft Office e o OpenOffice. O preço do pacote Microsoft Office tem sofrido reduções consideráveis para os usuários domésticos, e recomendamos que você por softwares originais. O OpenOffice podem apresentar problemas de compatibilidade com funções avançadas dos documentos criados no Microsoft Office e importados para ele, mas no geral, é um ótimo programa.

O plugin Flash Player e o Foxit Reader, ambos gratuitos, são também essenciais. O Flash Player permite visualizar conteúdos multimídia como vídeo, música, jogos e animações, e o Foxit Reader permite ver de documentos PDF.

Compactadores de arquivos também são essenciais, e diversos dos formatos mais conhecidos já são lidos e descompactados pelo próprio sistema operacional. Mas para ter mais liberdade em tipos de compactação e outras ferramentas avançadas, sugerimos o Peazip.

Para edição de imagens, recomendamos o Gimp. Este é o editor de imagens gratuito mais completo que encontramos, e possui ferramentas avançadas para edição de imagem. E para quem precisa apenas de funções básicas, recomendamos o PhotoScape, que tem a promessa de ser “simples e divertido”.

Quem precisa editar áudio, sugerimos o Audacity. Com ele é possível editar, gravar, importar e salvar diversos formatos de áudio. O programa é gratuito.

Para edição de vídeos, o Windows Movie Maker é a opção mais prática e gratuita. O Windows 8.1 conta com o Movie Moments, que possui funções semelhantes ao Movie Maker, porém mais simples.

Para gravar CDs, DVDs até discos Blu-ray, recomendamos o ImgBurn. O programa é um programa gratuito, leve e funciona bem em qualquer Windows. Uma ótima dica para quem não gostou o sistema nativo de gração de CDs e DVDs.

Outras dicas

– Não salve senhas no navegador

Evite salvar senhas de email, redes sociais e demais informações de login no navegador. 

– Mantenha o sistema operacional e seu antivírus atualizados

Mantenha seu sistema operacional atualizado. O Windows Update promete fazer isto por você. Sempre que novas ameaças surgem, novas defesas são desenvolvidas e disponibilizadas através de pacotes de atualização. Certifique-se de que seu antivírus também recebeu as últimas atualizações semanalmente.

– Scaneie os arquivos do computador antigo

Precisa transferir os arquivos do computador antigo para o novo? Não se esqueça de scanear os arquivos para que seu computador não seja infectado.

– Evite instalar programas inúteis

Para manter o bom desempenho do computador ao longo do tempo, evite instar programas desnecessários. Cada vez que você instala um programa, uma série de arquivos são criados e espalhados nas pastas do sistema. Mesmo executando o desinstalador, vários arquivos e configurações feitas pelo programa não são deletados, e isto afeta gradativamente o desempenho do seu computador.

Uma solução é utilizar programas que fazem uma faxina no sistema operacional, que também é uma boa opção para quem deseja formatar o computador e remover os aplicativos desnecessários que vieram instalados.

Em casos mais “graves”, será necessário uma formatação.

– Aumentando a vida útil da bateria

A vida útil de uma bateria é calculada de acordo com o número de vezes que você a recarrega. Assim, quanto mais você utilizar o laptop ligado na tomada, mais preservará sua bateria. 

Você também pode configurar seu laptop para economizar energia quando não estiver conectado ao carregador. Ative a opção “Economia de energia” nas Opções de Energia.

FONTE: tectudo.

About the Author: admin